companhias

Mongeral Aegon comemora mais um ano

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

A Mongeral Aegon celebrou, no dia 10 de janeiro, 184 anos de uma história de atuação ininterrupta no mercado de seguro de vida e previdência. Embora seja a seguradora mais longeva do Brasil, a empresa continua crescendo ano a ano e não abre mão de ser inovadora.

Pelo segundo ano, a seguradora promove o Insurtech Innovation Program, ao lado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e do IRB Brasil RE. Os vinte selecionados participam de aulas por um ano que se iniciam em fevereiro.

A venda digital também já é uma realidade. Sem descuidar do treinamento dos parceiros comerciais e da oferta personalizada de acordo com o cliente, o projeto ganhou corpo em 2018 e será consolidado neste ano. Espera-se que até dezembro 90% das vendas sejam feitas pela ferramenta, sem o uso do papel.

Embora invista forte em inovação e ferramentas digitais, a companhia não deixa de lado o atendimento humanizado. A seguradora busca constantemente formas de encantar e de estar cada vez mais próxima dos seus clientes, beneficiários, parceiros e colaboradores.

“Somos uma empresa de pessoas para pessoas. Nenhuma empresa chega aos quase 200 anos de atividade por acaso. Tampouco, nenhuma empresa de serviço chega tão longe se não for reconhecidamente sólida e digna da confiança dos clientes. Este é o nosso caso”, comenta Helder Molina, presidente da Mongeral Aegon.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário