companhias

HDI inclui celulares na cobertura do seguro residencial

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Release

A HDI Seguros lança novas coberturas para o HDI EM CASA, produto da companhia voltado para o segmento de proteção residencial. A novidade contempla cobertura adicional de roubo e furto qualificado de bicicleta em circulação fora da residência segurada e a inclusão de aparelhos celulares como bens garantidos na cobertura de roubo e furto de bens no local de risco.

“Nossos investimentos em seguro residencial são voltados para atender cada vez melhor nossos clientes, considerando as necessidades da vida moderna, onde celulares e dispositivos eletrônicos são praticamente insubstituíveis no dia a dia dos segurados. Da mesma forma, com a ampliação de ciclovias em diversas cidades, a necessidade de proteção para bicicletas chamou nossa atenção e decidimos incluir em nosso produto”, explica Fabio Leme, vice-presidente técnico, da HDI Seguros.

São indenizados celulares, tablets, notebooks e bicicletas que estejam dentro do endereço do imóvel segurado. Além disso, no caso de bicicleta, que é um bem móvel, agora temos disponível a garantia adicional para sinistros ocorridos em qualquer local, desde que as mesmas estejam em poder dos segurados ou cônjuges e filhos moradores da residência protegida.

“O seguro residencial ainda tem baixa adesão no Brasil, diferentemente de em outros países, como os EUA, por exemplo. Um dos fatores para isso é o desconhecimento de seu custo-benefício. Uma apólice custa em média apenas R$300,00 ao ano. Além disso, o HDI EM CASA oferece diversos serviços de assistência gratuitos, como instalação de filtro, chuveiro e torneira elétrica, conserto de ar condicionado, vidraceiro, mudança e guarda-móveis, entre outros. Para nós, a ampliação das coberturas, assim como as assistências, é uma forma de mostrar para as pessoas os benefícios do seguro”, destaca Fabio Leme.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário