Uncategorized

Setor de seguros apresentará evolução positiva em ramos importantes, diz Coriolano

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Release

O presidente da Confederação das Seguradoras (CNseg), Marcio Coriolano, participou da solenidade de abertura do 1º Congresso Norte de Corretores de Seguros, ontem à noite (7), em Belém (PA).  Na mensagem de boas-vindas, Marcio Coriolano destacou a vocação do seguro de ocupar um papel central nas políticas públicas e nos projetos que podem assegurar a retomada do desenvolvimento sustentável.

Ele lembrou que o seguro, aliás, amplia gradualmente sua importância na vida das pessoas e das empresas, mesmo em períodos desafiadores, ao se referir a sua trajetória positiva de prêmios. “No fechamento deste ano de 2018, enquanto outros setores da economia vão registrar decréscimos, o setor de seguros apresentará evolução positiva em ramos importantes”, afirmou referindo-se aos resultados dos seguros de automóveis, residencial, vida risco, saúde, rural e garantia de obras.  “Todos esses ramos deverão ter crescimento nominal acima ou próximo de dois dígitos”, ressaltou.

O presidente da CNseg enfatizou a importância dos corretores de seguros para o mercado nacional. “A força da distribuição esteve presente em todas as conquistas. Preservamos a participação de 6,5% do PIB que havia sido alcançada em 2014.” Mas ele observou que o reconhecimento, pela sociedade, da contribuição do setor de seguros, ainda é desproporcionalmente menor do que a sua importância para a vida nacional.  “Não é por outra razão que a CNseg tem sustentado que a nossa luta comum – de seguradores e corretores – é a de recolocar a seguridade privada no centro das políticas públicas, na agenda prioritária do congresso nacional, e na primeira linha das ações empresariais. Foi mirando nessa batalha recorrente do mercado segurador brasileiro que, recentemente, a CNseg divulgou as suas propostas para os presidenciáveis. E que agora deixam de se resumir ao momento eleitoral que findou, para se constituir em programa para a nação e para o país. E que estimamos, com humildade, seja um projeto transversal do mercado segurador”, afirmou.

Na manhã desta quinta-feira (08), o presidente Marcio Coriolano discutirá as “Tendências do Mercado de Seguros”, ao lado de Armando Vergílio dos Santos (presidente licenciado da Fenacor); e Robert Bittar (presidente da Escola Nacional de Seguros).

A região Norte teve a maior taxa de crescimento do mercado segurador no acumulado janeiro até setembro. Cresceu extraordinários 24,66%, ao passo que as demais regiões brasileiras tiveram alta na casa de um dígito. O estado do Pará, palco do encontro, respondeu por 34,6% da receita auferida na região no acumulado do ano.

 

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário