mercado

Reação negativa a acordo com acionista fundador faz Qualicorp anunciar mudanças na governança

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Fonte: Arena do Pavini

A Qualicorp anunciou algumas medidas de reforço em sua governança corporativa, após a repercussão negativa do mercado com relação ao contrato de não competição assinado com o diretor presidente e acionista fundador, José Seripieri Filho. A empresa chegou a perder um terço do valor de mercado no dia do anúncio do acordo, ou cerca de R$ 1,4 bilhão. As principais queixas de investidores foram quanto ao valor da indenização prometida ao executivo, de R$ 150 milhões, considerado bastante alto, e o fato de que a decisão não envolveu acionistas minoritários. As medidas vieram depois de a corretora XP Investimentos, gestora de fundos que investem na Qualicorp, cobrar uma revisão na decisão da empresa.

Conforme o fato relevante divulgado pela companhia, o conselho de administração determinou que: (i) quaisquer novas operações com partes relacionadas envolvendo a companhia e acionistas serão obrigatoriamente submetidas à aprovação em assembleia geral de acionistas; (ii) criação de um Comitê de Governança, que será liderado por Rogério P. Calderón Peres; e (iii) renúncia da totalidade da remuneração variável de José Seripieri Filho, à qual fazia direito para o exercício social corrente, além de se comprometer a adquirir, até o encerramento deste exercício social, ações da Companhia no valor mínimo equivalente à indenização recebida em razão da celebração do Contrato de Não Alienação e Não Competição.

Para a corretora Guide Investimentos, as medidas anunciadas reforçam a governança corporativa da Qualicorp, deixando mais alinhado os interesses de José Seripieri Filho, seu fundador e principal acionista, e acionistas minoritários. A corretora destaca que o acordo pode dar um fôlego aos papéis da Qualicorp no curto prazo. Havia rumores que Junior tinha intenção de deixar a companhia, e vinha procurando projetos alternativos no mercado. Entre eles, estaria uma parceria com a seguradora Mapfre para criar um plano de saúde com uma rede fechada de prestadores de serviços, de forma a controlar melhor os custos.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário