mercado resseguro

Warren Buffett pode comprar fatia de uma das melhores empresas da bolsa brasileira

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Fonte: Infomoney

Segundo colunista do jornal O Globo, executivos do IRB Brasil e Ajit Jain, co-CEO Berkshire Hathaway, têm reunião marcada em Nova York, logo após eleição brasileira

Um namoro que já dura mais de um ano ensaia um avanço no mercado brasileiro. Conforme informa o jornalista Lauro Jardim em sua coluna no jornal O Globo, a venda de uma fatia do IRB Brasil (IRBR3) para a Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, passou a ser uma possibilidade concreta.

Notícias sobre o interesse do bilionário na companhia de resseguros já circulavam desde antes do IPO (Oferta Pública Inicial, da sigla em inglês), ocorrido no final de julho do ano passado.

Segundo o jornalista, duas semanas atrás, os executivos José Carlos Cardoso e Fernando Passos, presidente e vice-presidente do IRB, reuniram-se com Ajit Jain, co-CEO da Berkshire, em Monte Carlo. Uma nova conversa estaria marcada para uma semana após as eleições brasileiras, em Nova York. Na imprensa internacional, Ajit Jain é tratado como defensor do negócio com a companhia de seguros.

O resseguro é o sistema de seguro das empresas seguradoras. Ou seja, o IRB assume o compromisso de indenizar – total ou parcialmente – as companhias de seguros por danos que possam acontecer devido às apólices de seguros vendidas por elas. Assim, a empresa de resseguro ajuda a reduzir os riscos das seguradoras.

Desde a entrada na B3, o IRB mais que dobrou seu valor de mercado e tem animado investidores e analistas. Apenas no acumulado deste ano, os papéis da companhia já subiram 93,6%, enquanto o Ibovespa avançou 3,9%. Apesar das expectativas cada vez mais elevadas, a companhia continua surpreendendo especialistas, que se sentem confortáveis em dobrar a aposta.

As ações do IRB Brasil estão na bolsa, com participação de 7,4%. Desde sua criação, em janeiro de 2016, até o início de setembro, o ganho acumulado do portfólio superava os 95%, contra alta de 75% do Ibovespa no mesmo período.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário