estudos

Estudo da Swiss Re estima lacuna de proteção em acidentes de carros em US$ 46,3 bilhões no Brasil

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

De acordo com a prévia de um estudo da Swiss Re, o mercado de seguros de automóveis da América Latina é estimado em US$ 33 bilhões, quase 20% do mercado de seguros como um todo. Os cinco maiores mercados – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México – representam mais de 80% do mercado total de seguros de automóveis. A diferença estimada, definida como o total de prêmios não cobrados para veículos não segurados, é cerca de 2,6 vezes o mercado atual nesses países.

No Brasil, dois terços da frota de automóveis entre zero e 6 anos não possui seguro de casco. Comparando o rendimento médio por agregado familiar e o valor dos veículos segurados (regimes obrigatório e voluntário), torna-se evidente que, em caso de lesões corporais graves ou acidentes fatais, o impacto econômico de tal acontecimento na vítima e nos respectivos membros da família pode ser devastador. Existe uma lacuna estimada de proteção de US$ 46,3 bilhões no Brasil.

O estudo completo será divulgado em breve.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário