estudos

Números interessantes sobre o mercado segurador brasileiro

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Os dados constam do II Relatório Setorial de Sustentabilidade da CNseg:

O setor de seguros no Brasil, em 2016:

• 17,5 milhões de veículos segurados.

• 9,9 milhões de residências seguradas

• 15,6 milhões de contratos de planos de acumulação e de risco de previdência

• 47,9 milhões de planos de assistência médica

• 22,0 milhões de planos exclusivamente odontológicos

• 15,9 milhões de pessoas clientes de capitalização

• 1,1 milhão de empresas clientes de capitalização

• 6,4% do PIB: porcentagem do Produto Interno Bruto movimentada pelo mercado de seguros

• Mais de 4.100 toneladas de sucata automotiva passaram por logística reversa em 2016, um aumento de 86% em relação ao percentual relatado pelas empresas que participaram do Relatório em 2015.

• 52% empresas afirmaram que seus analistas e gestores passaram por treinamentos relacionados a temas ASG.

• 46% das empresas relataram que suas lideranças receberam treinamentos periódicos sobre temas ASG.

• 31% das empresas possuem metas de desempenho da alta liderança que incluem questões ASG.

• 76% das empresas realizam treinamentos para corretores e parceiros que tratam temas relativos à adequação do perfil dos clientes aos produtos vendidos.

• 43% das empresas incluem temas ASG nos treinamentos de corretores/parceiros comerciais.

• 75% das empresas possuem práticas de estímulo e de avaliação das opiniões de suas partes interessadas. 92% aproveitam os resultados internamente para melhorias de processos.

• 73% das empresas relataram possuir ações específicas envolvendo pesquisas de satisfação com clientes.

• 93% utilizam as pesquisas de satisfação com clientes como ferramenta para induzir melhorias de processos, produtos, serviços e de atendimento ao cliente.

• 85% das empresas têm a alta liderança envolvida diretamente nos debates setoriais.

• 40% das empresas buscam inovações envolvendo, por exemplo, a reciclagem de veículos no segmento do seguro de automóveis.

• 23% das empresas atuam no desenvolvimento de soluções tecnológicas como aplicativos que buscam orientar clientes sobre hábitos saudáveis de vida, com foco no bem-estar dos segurados.

• 16% das empresas aplicaram soluções de telemetria para seus produtos e serviços de seguros.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário