Gente Seguradora lança alternativa para corretor de auto driblar alta nos preços da apólice

Nesses 50 anos, vivemos muitas crises do setor de seguros, o que nos capacita para oferecer alternativas que agreguem valor ao crescimento de todo o setor”, afirma Marcelo Wais, vice-presidente da seguradora

Diante das dificuldades vividas pelo segmento de seguro automóvel, a Gente Seguradora disponibilizou aos corretores de seguros um produto com franquia para a cobertura de responsabilidade civil. “Esta é uma forma de não deixarmos de ofertar o produto, bem como reduzir o preço, tendo a participação do segurado num eventual acionamento da apólice”, explica Marcelo Wais, vice-presidente da empresa.

Poucas seguradoras, até agora, oferecem o seguro de RC com franquia, usada apenas para a cobertura de perda parcial no seguro de carro. No entanto, a iniciativa da Gente Seguradora mostra que se trata de uma tendência para este ano, momento em que o seguro de auto enfrenta desafios, que impactam na redução da lucratividade, acarretando movimentos de venda de carteiras, alta do preço e restrições de coberturas. 

Segundo dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep), a sinistralidade no seguro auto ficou em 76,8% em março de 2022, frente aos 73,9% observados em fevereiro de 2022 e aos 55,7% de março de 2021. Uma alta substancial de quase 20 pontos percentuais. A elevação do preço se reflete no aumento da arrecadação de prêmios, com R$ 10,63 bilhões no primeiro trimestre deste ano, valor 23,3% superior ao do mesmo período em 2021, quando foram arrecadados R$ 8,62 bilhões. 

Segundo o executivo, com a queda da sinistralidade em 2020, diante da restrição de mobilidade no início da covid-19, muitas companhias reduziram seus preços para manter a carteira de clientes, muitos deles ainda em homeoffice. No entanto, o índice de acidentes voltou a subir rapidamente com a livre circulação. Este fato foi agravado com a inflação crescente, que não só valorizou excessivamente o preço dos veículos novos, mas também dos usados, além do aumento dos preços de peças e da mão-de-obra. 

Em tempos difíceis, a parceria se torna um laço fundamental. “Precisamos trazer soluções aos clientes e aos corretores de pequeno e médio porte para que eles não saiam do mercado securitário para o segmento de proteção veicular. A adoção de franquia traz para o segurado uma gestão compartilhada da sua frota. É uma possibilidade para não deixar o corretor sem alternativa para clientes com histórico de perdas”, argumenta. 

Wais se diz otimista. “Ajustes são necessários para equilibrar a carteira de auto. E neste período mais difícil, buscamos trazer soluções para nossos corretores parceiros, principalmente os de pequeno e médio porte, com dificuldades em concorrer com grandes players. Não sabemos se terá aderência, mas possibilita que o corretor tenha uma alternativa para seu cliente ao tentar equacionar este atual momento do mercado”, acrescenta. 

Lançar novos produtos está no programa da seguradora, que comemora neste ano seu cinquentenário. Além do seguro auto, que representa mais de 80% do faturamento da companhia, novos produtos entraram no radar da Gente Seguradora, como o seguro empresarial e bike. “Completamos em 12 de março deste ano nosso cinquentenário. Nesses 50 anos, vivemos muitas crises. O setor de seguros passou por bons momentos e outros piores. Essa experiência agrega maturidade para entendermos o momento que o mercado vive hoje e nos capacita para oferecer alternativas que agreguem valor ao crescimento de todo o setor”, finaliza o vice-presidente Marcelo Wais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui