• Seguro de entretenimento ganha espaço no Brasil

    O cenário para o seguro de entretenimento não poderia ser melhor: o Brasil está na rota de vários astros internacionais, produtores passaram a priorizar o seguro após grandes perdas no ano passado e o aumento do número de processos judiciais envolvendo danos causados a terceiros. “Os advogados estão espertíssimos com esse assunto,...

  • Perfil do segurado define valor da apólice

    A composição do valor de uma apólice é bem mais complexa e envolve índices de roubos, colisões e perfil do condutor, entre outros. Em uma cidade como São Paulo, cuja frota circulante é superior a 5,5 milhões de automóveis, roubo e furto representam 60% do total do custo. Os 40% restantes correspondem...

  • Na área de corretagem, nova onda de fusões

    O crescimento da competição no setor de seguros, a padronização de produtos e a redução de custos por parte das seguradoras, aliados a abertura do mercado de resseguros, têm mudado o dia a dia dos corretores de seguros, que apenas começam uma fase de consolidação, prevê o consultor Dario Guarita, sócio da...

  • Renner, a última noiva do setor

    ACE, Assurant, Cardif, Chubb, Porto e Mapfre, diputam o direito de vender apólices nas lojas. A quase centenária Lojas Renner era praticamente a última grande noiva do varejo assediada pelo mercado de seguros. Em dois meses de negociações, iniciadas com 35 segu-radoras, restaram cinco pretendentes: ACE, Assurant, Cardif, Chubb e Mapfre. O...

  • Subsídio deve triplicar seguro rural

    “Ou vai ou racha”. Esse é a frase dos principais executivos que atuam com seguro rural para definir o que acontecerá com esse segmento, que há anos busca formas de se desenvolver. Apesar de todo o esforço para elevar as vendas, o resultado foi catastrófico. Entre 2000 e 2005, o volume de...