Vida e Previdência

Seguro de vida: cresce procura por coberturas com utilização em vida

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Quando o assunto é seguro de vida, o brasileiro vem se mostrando mais preocupado em investir em coberturas que possam ser aproveitadas ao longo da vida – complementando a tradicional, para casos de morte. Em 2017, no comparativo com o ano anterior, as vendas dessas coberturas complementares cresceram mais de 50% na MetLife – multinacional americana que está completando 150 anos e que no Brasil atua com seguros de vida, previdência e Dental.

“Esse é um indicativo de que o cliente está mais consciente sobre a necessidade de proteger a qualidade e seu padrão de vida, além dos bens que vai deixar para seus dependentes”, afirma Raphael de Carvalho, presidente da seguradora. As opções de proteção mais utilizadas no ano passado pelos clientes da MetLife foram Diária por Internação HospitalarDesemprego e Cesta Básica. Mas as coberturas que mais apresentaram crescimento em uso em 2017, acima de 75% em relação a 2016, foram as de Diária por Incapacidade Temporária (que indeniza o segurado que precisa interromper suas atividades profissionais por acidente), Diagnóstico de Doenças e Fratura Óssea.

 

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário