carreira

Midiã Borges, especialista em seguro de entretenimento, deixa Aon e segue carreira solo

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Uma das principais consultoras e especialistas em seguros para entretenimento, Midiã Borges, deixou a corretora Aon neste mês. Segue agora carreira solo, com uma pegada totalmente digital e conectada com as novas tendências de coberturas sob medida para produtores de shows, feiras e eventos, produtores cinematográficos, galerias de obras de arte, colecionadores, transportadoras do segmento, museus entre outros.

“Quem tem informação tem poder e como diz a máxima ‘time is money’, desejo levar esse conhecimento e potencializar os resultados dos clientes nesse mercado”, diz ela, disposta a contribuir para que esses segmentos tenham coberturas adequados para riscos inerentes aos negócios do dia a dia.

“Seguros como os do Rock in Rio e marcas participantes, além de outros eventos importantes do segmento de games, shows, produção de filmes e exposição de grandes artistas mundiais requerem tanto cuidado como eventos de pequeno e médio portes. Todos muito importantes em seus contextos”, avalia.

Ela contou ao blog Sonho Seguro que seu maior desafio é oferecer aquilo que os produtores precisam, com a excelência que esse mercado merece. “Neste mercado o planejamento e a gestão de risco são fundamentais e podem contribuir para a profissionalização e evitar prejuízos financeiros, bem como cuidar da imagem e reputação tanto de agências de eventos, como produtoras de cinema e mercado de obras de arte.”

Mídia está conectada com os princípios do novo mundo corporativo, que passa a ter o cliente no centro da estratégia. Ela afirma que tem como objetivo ir além de oferecer um simples seguro, mas construir uma relação sólida e difundir benefícios para toda a cadeia, fomentando o conhecimento na indústria de eventos, filmes e exposições de arte quanto a gestão de riscos que trará benefícios para todo o contexto de fornecedores, patrocinadores, bem como parceiros comerciais.

“Como sou exigente como cliente gosto muito do atendimento de excelência, esse será um dos grandes desafios, fazer tudo com muita paixão, como se o negócio de cada cliente fosse meu negócio”, afirma.

Quanto a ter saído da maior corretora de seguros do mundo neste momento em que sua carreira está no auge, ela afirmou que o ciclo da vida é assim. “Avançar e conquistar novas visões que podem contribuir para esse mercado tão encantador. Seguros como o programa para Rock in Rio e de todas as marcas envolvidas num evento desse porte por exemplo requerem uma estratégia coordenada e envolve uma série de análises”.

Ela afirma que a provocação a este mercado está muito voltada a esses aspectos de cuidados. Para ela, a pergunta é: O que você fará hoje para impactar o mundo? Nesse movimento ela afirma que com o seguro alinhado de forma correta, os produtores podem dormir com tranquilidade, pois tudo pode ser dimensionado.

“Essa é a ideia, criar soluções e apoiar os clientes em suas estratégias de gestão de riscos. O sucesso de um evento, uma exposição e resultado de um filme envolve esses cuidados com as finanças e planejamento”, finaliza a especialista, com coragem e disposição de realmente contribuir para difundir a cultura de seguros no Brasil.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

1 comentário

Deixar um comentário