Uncategorized

Mongeral Aegon lança duas novas proteções voltadas para sobrevivência com preços competitivos e contratação simplificada

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

Fonte: Mongeral Aegon

Anualmente, a Previdência Social realiza o pagamento de R$ 23 bilhões em auxílio-doença. Mais da metade deste montante, R$ 13 bilhões, são pagos a pessoas que recebem o benefício há mais de dois anos. Os dados são do Ministério do Planejamento. Já o Instituto Nacional do Câncer estimou para o biênio 2016-2017 mais de 600 mil novos casos da doença. É neste cenário que a Mongeral Aegon lança, nesta semana, duas proteções voltadas para o diagnóstico de doenças graves e de incapacidade temporária.

O novo seguro Doenças Graves, desenvolvido pela seguradora, apresenta um amplo rol de doenças e casos cobertos, como: Alzheimer, acidente vascular cerebral, câncer, infarto agudo do miocárdio, perda da audição, visão ou fala, transplante, paralisia e insuficiência renal crônica.

“Outro diferencial deste produto da Mongeral Aegon em relação ao mercado é que a cobertura pode ser contratada separadamente. Mais uma grande vantagem é que o cliente pode ter acesso a capitais segurados de até R$ 1 milhão, sendo que planos de até R$ 700 mil podem ser feitos apenas com a tele-entrevista, tornando a contratação rápida e simplificada”, explica o superintendente de Marketing, Leonardo Lourenço.

Saiba quais são os 11 diagnósticos cobertos

O novo Doenças Graves dá cobertura à sobrevivência de 30 dias ao diagnóstico de: mal de Alzheimer, acidente vascular cerebral (AVC), bypass, câncer, infarto do miocárdio, insuficiência renal crônica, perda de visão/audição ou fala, paralisia e transplante (coração, fígado, medula, pâncreas, pulmão ou rim).

Afastamento do trabalho – Outro lançamento da Mongeral Aegon é o novo seguro Diária de Incapacidade Temporária (DIT), que protege a renda do segurado em caso de um afastamento superior a 10 dias da sua função laborativa. Neste novo plano, a companhia realizou uma segmentação de acordo com a sua experiência neste tipo de cobertura.

“A novidade que trazemos é definir o preço por atividade do cliente, o que nos permite cobrar um preço mais justo e competitivo em relação ao mercado. Também mantemos nesta nova solução, além da diária de incapacidade temporária, as coberturas de morte acidental e invalidez por acidente”, completa o superintendente.

Em ambas as coberturas – Doenças Graves e Diária de Incapacidade Temporária – a Mongeral Aegon permite que os segurados definam a periodicidade de pagamento: mensal, trimestral, semestral e anual.

Benefícios – Apenas no ano de 2016, a Mongeral Aegon realizou o pagamento de R$ 57 milhões em benefícios referentes à cobertura de Diária de Incapacidade Temporária. Já por Doenças Graves, o montante pago pela seguradora no ano passado foi de R$ 2,7 milhões.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário