resseguro

IRB Brasil Re, o maior ressegurador do Brasil, dá a largada para IPO

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

O IRB Brasil Re parece que vai dar a largada para a oferta inicial de ações, o tão aguardado IPO. Depois de divulgar dados do seu balanço no dia 8 juntamente com a holding BB Seguridade, com lucro líquido ajustado de R$ 224,9 milhões de janeiro a março, alta de 12,8% em relação ao mesmo período do ano passado, o maior ressegurador do Brasil fez uma convocação de Assembleia Geral Extraordinária para o dia 19 de maio de 2017, às 10 horas, na sede social no Rio de Janeiro. A expectativa é de que os acionistas entrem num acordo sobre o IPO, segundo fonte que pediu anonimato.

O IPO do IRB foi suspenso em 2015, devido a piora do cenário político e econômico. Ensaio voltar em 2016, mas os controladores prorrogaram a espera de uma retomada da economia. Em agosto do ano passado, os acionistas — União (27%), Bradesco Seguros e a BB Seguridade com 20,4% cada e Itaú Seguros tem 15%, decidiram prorrogar o IPO para um momento mais oportuno. Naquela época, O sindicato de bancos formado para liderar a oferta de ações era composto pelos três controladores, além do JP Morgan, Brasil Plural, BTG Pactual e Merrill Lynch. Eles estimaram um valor de mercado para o IRB entre R$ 7,5 bilhões e R$ 10 bilhões.

Agora, com um cenário político ainda ruim, mas com a economia dando sinais de melhora para o segundo semestre, a ideia foi retomada. Sempre que questionado sobre o IPO do IRB que há quatro anos vem de preparando para a abertura, com seu processo de desestatização concluído há cinco anos, o presidente em exercício desde junho do ano passado, Tarcisio Godoy, afirma que será feito quando os acionistas decidirem. Vamos ver se aprovarão na reunião no dia 19.

No primeiro trimestre, o IRB emitiu R$ 1,17 bilhão em prêmios de resseguro, cifra 19,3% maior que em um ano. Na comparação com os três meses anteriores, o aumento foi de 21,4%. O IRB encerrou março com R$ 13,7 bilhões em ativos totais e com patrimônio líquido de R$ 3 bilhões. O retorno sobre o patrimônio líquido da operação de resseguros chegou a 28% no primeiro trimestre contra 26% um ano antes e 45,7% no trimestre anterior.

CNPJ nº 33.376.989/0001-91 – NIRE nº 33.3.0030917-9

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Ficam convocados os Senhores Acionistas a se reunirem em Assembleia Geral Extraordinária, a se realizar no dia 19 de maio de 2017, às 10 horas, na sede social da Companhia, na Avenida Marechal Câmara, no 171, 8o andar, nesta cidade do Rio de Janeiro, RJ, a fim de deliberarem acerca das seguintes matérias: (i) ratificação da aprovação do pedido de registro de companhia aberta, categoria A, perante a Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”), nos termos da Instrução CVM nº 480, de 7.12.2009; ocorrida na 49ª AGE, realizada em 21.08.2015; (ii) ratificação da aprovação da solicitação à CVM de autorização para realizar ofertas públicas de distribuição de valores mobiliários, nos termos da Instrução CVM nº 400, de 29.12.2003; ocorrida na 49ª AGE, realizada em 21.08.2015 e (iii) ratificação da aprovação da adesão da Companhia ao segmento especial de listagem da BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (“BM&FBOVESPA”) designado Novo Mercado, ocorrida na 49ª AGE, realizada em 21.08.2015. Está à disposição dos acionistas no 4º andar do Edifício-Sede da Companhia, no horário comercial, toda a documentação pertinente às matérias que serão deliberadas na Assembleia Geral Extraordinária, nos termos do artigo 135, §3º da Lei nº 6.404/1976. Os documentos ou propostas, declarações de voto, protestos ou dissidências sobre as matérias a serem deliberadas deverão ser apresentadas no dia da Assembleia, por escrito à Mesa, que, para esse fim, será representada pelo Secretário da Assembleia.

Rio de Janeiro-RJ, 9 de maio de 2017.

ANA PAULA VITALI JANES VESCOVI.
Presidente do Conselho de Administração

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário