Uncategorized

Capsula do tempo, uma nova forma de vender previdência

Denise Bueno
Escrito por Denise Bueno

O Santander lançou hoje uma nova forma de vender planos de previdência aberta. Trata-se do Prev Primeiros Passos, nos formatos tradicionais PGBL e VGBL, com as taxas dos produtos tradicionais. O que muda, de forma radical, é a forma de vender. Os clientes poderão gravar um vídeo, que será entregue no final do plano, com prazos geralmente acima de 16 anos. “É como uma capsula do tempo. Uma maneira diferente de usar a tecnologia para captar as redes sociais”, conta Gilberto Abreu, diretor de investimentos do Santander.

No momento de desencapsular o vídeo, o filho certamente será tomado de uma grande emoção. Ele pode até nem lembrar mais do formato da nota de cem reais daqui a alguns anos, e talvez a meta nem seja mais comprar um carro com a onda de compartilhamento, mas certamente sentirá no coração a emoção que ficou registrada no vídeo sobre os valores da vida que o cliente tinha no momento da compra, que geralmente é marcado por esperança, amor e gratidão pela oportunidade de poder fazer algo pelo próximo.

O propósito é entregar algo mais do que o dinheiro que foi acumulado. “É entregar também a emoção do momento da contratação. Um momento de alegria, de esperança que a fez fazer a aposta financeira em um valor de vida que ela quer entregar para a pessoa que está beneficiando”, explica Marcos Madureira, vice presidente de comunicação do Santander. Para ele, a baixa contratação de planos de previdência para jovens é consequência da falta de cultura da população, que pode ser mudada por produtos e abordagem diferenciados. “A ideia do vídeo é muito interessante, pois leva uma mensagem do valor emocional do produto”, comenta Madureira.

Foi criado um hotsite que ficará disponível enquanto o produto estiver na prateleira do banco. O cadastro só pode ser feito por quem tem o produto. Lá encontrará conteúdo com orientações sobre como gravar o vídeo, postar e também como funciona para que o beneficiário faça o saque dos benefícios no futuro.

O grande desafio foi montar um projeto que garanta que a tecnologia do vídeo e áudio esteja disponível no formato do futuro. “Certamente os recursos hoje disponíveis para vídeos e áudios serão diferentes. Independentemente do serviço, o formato será atualizado e disponibilizado mesmo que seja holograma para materializar a emoção da pessoa quando ela comprou o produto, afirmam.

Além do plano em si, o cliente pode conta com a assistência educacional, que oferece professor particular, transporte para escola em caso de acidente entre outros. Em caso de acidente com o mantenedor financeiro e cliente do plano, há um leque de serviços disponíveis para o filho seguir estudando, como assistência escolar. Já o pecúlio terá de ser comprado a parte. O valor é incluído a partir de R$ 40 mensais.

O produto possui aplicação mínima inicial de R$ 40 por mês e a taxa de administração oscila entre 1,8% e 2,5% ao ano, de acordo com o tamanho do aporte. Segundo o banco, após o quinto ano de permanência, a taxa de saída é zerada. Atualmente o Santander tem R$ 34 bilhões em reservas de previdência aberta, dentro de um mercado que conta com ativos de R$ 624 bilhões de previdência privada aberta, segundo estatísticas da Federação Nacional de Previdência Aberta (FenaPrevi). Segundo Abreu, os aportes para jovens praticamente triplicou de 2014 até dezembro. Neste ano, o crescimento está na casa de 26%.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário