Uncategorized

Itaú Seguros ligada na sustentabilidade

A Itaú Seguros enviou um brinde muito legal aos jornalistas. Totalmente sustentável. Um relógio movido a água. Bom para não perder a hora. O mais legal é que ele não fica aceso como os outros. Assim segue as regras do bom sono, que determinam um ambiente totalmente escuro.

Segundo os especialistas, enquanto dormimos no escuro total nosso cérebro fabrica uma série de substâncias químicas que não são fabricadas em outras condições. A melatonina é uma delas. Produzida pela glândula pineal, localizada nas profundezas do cérebro, a melatonina é a rainha dos hormônios e neurotransmissores. Sua produção governa nossa imunidade, nossa temperatura corporal, nossos níveis de serotonina, um super neurotransmissor-chave cujo desequilíbrio ocorre em doenças como enxaqueca, depressão, pânico, ansiedade e fibromialgia.

Também influencia nossa escolha alimentar, nossos níveis de hormônio do crescimento (que nas crianças faz crescer, e nos adultos participa na regeneração das células e tecidos que se desgastaram durante o dia), nosso hormônio estrogênio, e nosso hormônio do estresse – cortisol. A melatonina também governa a qualidade do nosso próprio sono. É preciso que esteja escuro – escuridão total – para que a melatonina seja fabricada adequadamente, escreve o doutor Alexandre Feldman em um post na web.

Sendo assim, quando quiser saber que horas são no relógio da Itaú Seguros, o jornalista terá de chacoalhar o despertador. Além disso, a seguradora colocou a disposição do profissional de imprensa os serviços ambientais acoplados no seguro de casa. Por seis meses, os jornalistas podem conhecer os serviços gratuitamente. Muito interessante a iniciativa, que conta com uma equipe especializada dedicada a ajudar clientes a implementarem nas residências atitudes sustentáveis, como consumo consciente de água, energia elétrica, reciclagem de lixo entre outras.

Ou seja, nada melhor do que o jornalista provar o serviço para poder recomendar, ou não, a seus leitores. Imagino que os críticos de plantão vão correr para ver se isso não fere as regras de governança corporativa. Se eu fosse um deles, usaria o tempo em criar algo mais bacana ainda!!!! Afinal, concorrência é para isso. Aperfeiçoar serviços, atendimento e preços!!!

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário