Uncategorized

Brasil é destaque no balanço da Mapfre America

O grupo Mapfre divulgou hoje avanço de 14,9% no faturamento em 2011, para 23,5 bilhões de euros. Os prêmios consolidados de seguro e de resseguro aceito totalizaram 19,6 bilhões de euros, alta de 15,5% em relação ao obtido em 2010. O lucro total cresceu 3,2%, chegando aos 963 milhões de euros.

Segundo comentários em nota divulgada, o presidente da Mapfre, José Manuel Martínez, atribui o resultado a melhora da operação na Espanha, com destaque para o crescimento em vida e residencial, bem com em seguro de carro. Mas o grande destaque do balanço do grupo continua sendo as operações da Mapfre Americas. Dentro dela, o Brasil.

Na Espanha, os prêmios totais de Seguro e Resseguro aceito foram de 7,8 bilhões de euros, ou 6,1% a mais que no exercício anterior, dois pontos acima do aumento registrado pelo setor. O negócio internacional, que representa 62,3% dos prêmios totais do Grupo, teve crescimento de 21%, alcançando os 12,9 bilhões de euros.

Os prêmios da Mapfre America foram de 6,8 bilhões de euros, com aumento de 33,3% com relação a 2010. O comunicado destaca o forte aumento do negócio do Brasil (+69,1%), reflexo da consolidação das atividades conjuntas com o Banco do Brasil a partir de 31 de maio e cujos prêmios já representam 52% do total da região, bem como a boa evolução dos negócios do Chile (+29,1%) e da Colômbia (+18,3%).

A Mapfre consolida sua posição como primeira seguradora dos segmentos Não Vida na América Latina, com uma participação de 10,5%, pelo sexto ano consecutivo, posicionando-se já como o segundo grupo segurador global. Em vida, a liderança é da Bradesco Seguros.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário