Uncategorized

Travelers passa a deter 43% da JMalucelli

42-17773657Mais um estrangeiro investindo na indústria de seguros do Brasil. Desta vez o anúncio vem do Paraná Banco e do grupo americano Travelers, segunda maior seguradora dos EUA. Em nota, as empresas afirmam que assinaram, hoje um contrato para investimento na JMalucelli Participações em Seguros e Resseguros, holding de seguros controlada pelo Paraná Banco. Esta é a segunda vez que o grupo tem um sócio. O primeiro foi o fundo de private equity Advent.

Segundo nota, o investimento da Travelers possibilitará às empresas JMalucelli Seguradora, JMalucelli Resseguradora e a JMalucelli Seguradora de Crédito uma alavancagem operacional com ganhos estratégicos em diversos ramos de seguros. Mediante aporte no valor de R$ 625 milhões e a distribuição de dividendos ao Paraná Banco no valor de R$ 110 milhões, a Travelers tornar-se-á titular de 43,4% do capital votante da JMalucelli Participações em Seguros e Resseguros, avaliada previamente à realização do investimento e a distribuição de dividendos em R$ 925 milhões. A Travelers terá a opção, pelo prazo de 18 meses após a conclusão da operação, de aumentar sua participação para até 49,9% do capital votante da Companhia.

A conclusão da operação está sujeita a autorização da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) e também será submetida à aprovação pelas autoridades do sistema brasileiro de defesa da concorrência.

Veja a íntegra do comunicado:

O Paraná Banco e a Travelers entendem que os benefícios do contrato assinado, além da capitalização na holding de seguros, potencializando uma maior retenção de prêmios de seguro, proporcionarão o fortalecimento das operações de seguro garantia no Brasil, a exploração do mercado de resseguro garantia na América Latina e benefícios decorrentes de sinergia em know how. Além disto, o suporte de uma marca conhecida e respeitada internacionalmente como a Travelers, proporcionará à JMalucelli Seguradora e à JMalucelli Resseguradora um maior apoio de resseguradores internacionais, que são fundamentais na emissão de apólices de grande porte.

Outro ponto positivo desta operação será o ingresso das companhias de seguro JMalucelli no segmento de ramos elementares (Property and Casualty). A intenção é aproveitar a sinergia com a Travelers e todo o seu expertise neste produto para iniciar a atuação da JMalucelli neste segmento no Brasil.

Para Jay Fishman, Presidente do Conselho e Diretor Presidente da Travelers, “esta será uma grande oportunidade para a seguradora norte americana de ter acesso, por meio de um líder de mercado, a um país com uma das economias que crescem mais rápido no mundo”.

Já para Alexandre Malucelli, Diretor Vice-Presidente da JMalucelli Seguradora e Diretor Presidente da JMalucelli Resseguradora, esta parceria deve proporcionar as seguradoras JMalucelli uma maior rentabilidade dos seus negócios de seguro garantia no território brasileiro adicionado à expansão de suas atividades para o mercado latino e o ingresso em outros ramos de seguro. “Estamos entusiasmados com esta parceria que nos dará a oportunidade de atingir um outro patamar em termos de tamanho e abrangência das nossas operações. Isto é extremamente benéfico frente ao mar de oportunidades que virá com obras de infra-estrutura que o Brasil aguarda para os próximos anos e o próprio desenvolvimento do país”, conclui Malucelli.

O Paraná Banco e a J. Malucelli tiveram como assessor financeiro exclusivo para a operação o Banco BTG Pactual e como assessor jurídico o escritório Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

1 comentário

  • Cada vez mais o mercado de seguros vem ganhando vulto, neste sentido devemos pensar na ampliação do seguro de credito no Brasil. Tal seguro é operado em duas modalidades: credito interno e credito externo. No mercado interno a cobertura se restringe às vendas no mercado doméstico, apenas para riscos comerciais (atraso, recuperação judicial e falência). O seguro cobre o atraso do pagamento, sem necessariamente ter de haver a recuperação judicial e falência. Ja no caso de credito externo, além das coberturas normais o seguro também cobre o risco político, como guerra, greves, tumultos e atos do governo que possam causar a inadimplência de clientes do segurado.(Alexandre Uriel, Administrador Judicial e Conselheiro do CONJUR-FIESP)

Deixar um comentário