garantia seguros gerais

Swiss Re e IFC investem US$ 40 milhões na UBF

luiz-roberto-foz-41A UBF Seguros anunciou hoje que a Swiss Re e a International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, concordaram em investir US$ 40 milhões na companhia, passando a resseguradora a ser a acionista majoritária controladora da UBF Seguros e a IFC o único investidor minoritário. O anúncio ao mercado será feito nesta noite, em coquetel no restaurante Leopoldo, em São Paulo, com a presença de pesos pesados da indústria local e internacional de seguros e de resseguros.

Sediada em São Paulo, a UBF Seguros atua com seguro garantia e agrícola. O capital adicional fortalecerá a capacidade da empresa para concorrer no mercado de seguros de linhas especiais no Brasil, em rápido crescimento, onde a demanda está sendo impulsionada por investimentos significativos em infraestrutura, energia e agricultura, diz a seguradora em nota divulgada.

“Esta é uma transação bastante atraente dos pontos de vista estratégico e financeiro, que cria valor significativo para a UBF Seguros”, declarou Luiz Foz (foto), Diretor Presidente da UBF Seguros, na nota. “O endosso de um líder setorial global como a Swiss Re e de um investidor com a reputação da IFC proporciona uma combinação de negócios poderosa, que oferece uma oportunidade extraordinária para fortalecer nossos negócios e fornecer soluções para o mercado brasileiro.”

A liberalização do mercado brasileiro de (res)seguros aumentou a concorrência e a necessidade por inovação de produtos, experiência em subscrição e gestão de riscos. “A UBF Seguros foi pioneira no desenvolvimento dos mercados de garantias e seguros agrícolas no Brasil”, declarou Rudi Flunger, Diretor da Divisão de Seguros e Linhas Especiais da Swiss Re.

“A Swiss Re apoiou a companhia desde sua fundação e continuará a fazê-lo cada vez mais, fortalecendo sua base de capital, implementando ainda mais nossos conhecimentos e capacidades técnicas e auxiliando a expansão da UBF Seguros para outras linhas de negócios. A transação reflete o compromisso da Swiss Re com o mercado brasileiro, que tem importância estratégica destacada e onde estamos fazendo negócios há mais de 80 anos. Além disso, estamos satisfeitos por este investimento criar a oportunidade de fortalecer nossa parceria com a IFC.

O primeiro investimento da IFC no setor segurador brasileiro facilitará o desenvolvimento de projetos de infraestrutura por meio da expansão do mercado de garantias, além de ajudar também o desenvolvimento de novos produtos de seguros agrícolas, ampliando o acesso a esquemas de seguros públicos e privados de mais de 2 milhões de agricultores.

Loy Pires, Gerente da IFC para o Brasil, declarou na nota: “Este investimento acionário na UBF fortalece o relacionamento estratégico global entre a IFC e a Swiss Re. Facilitando a expansão do mercado de garantias, esperamos ajudar a aliviar os gargalos de infraestrutura no Brasil e a apoiar os produtos agrícolas, colaborando assim para aumentar a renda nas regiões rurais de todo o país.”

Em conexão com a capitalização, a UBF Seguros anunciou hoje também que Filipe Bonetti e José Cullen passarão a participar de sua alta administração. Bonetti é Vice-presidente Sênior da Swiss Re e conta com mais de 15 anos de experiência internacional em crédito, garantias e infraestrutura. Cullen é Vice-presidente da Swiss Re e conta com mais de 15 anos de experiência internacional em seguros agrícolas e ambientais e no mercado de commodities. Ambos irão se unir a Luís Pestana, executivo com grande experiência nos mercados locais de garantias e riscos de engenharia, contratado recentemente pela UBF.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário