Uncategorized

AIG tem prejuízo de US$ 2,6 bilhões no tri

A AIG, que se prepara para deixar de ser controlada pelo governo dos EUA ao pagar os recursos federais recebidos no auge da crise financeira, registrou prejuízo de US$ 2,66 bilhões no segundo trimestre deste ano, um resultado frustrante diante do lucro de US$ 1,82 bilhão conquistado em igual período do ano passado. O fraco desemenho se deu em razão da baixa contábil de US$ 3,3 bilhões na seguradora de vida Alico, vendida à MetLife por US$ 15,5 bilhões. O faturamento recuou 16%, para US$ 19,9 bilhões.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário