Uncategorized

Seguridade representa 15% do lucro do BB

bb-segurosO área de seguridade do Banco do Brasil (BB) participou com 15,2% do lucro líquido de R$ 2,35 bilhões divulgado ontem pela maior banco do País. O resultado do banco apresentou alta de 41,2% em relação a igual período do ano passado, estimulado principalmente pelo crédito. Considenrado-se efeitos extraordinários, como a venda da participação na Visa Internacional, reversão de passivos trabalhistas, planos econômicos e efeitos fiscais, o lucro líquido do trimestre fica em R$ 1,97 bilhão.

O objetivo do BB é elevar para 24% até 2012 a participação das operações de seguros, em parceria com a Mapfre, previdência em parceria com a Principal e em capitalização, tendo a Icatu como sócia estratégica. Para isso, o grupo finaliza a reestruturação iniciada há dois anos, faltando apenas a parte burocrática com a Icatu e o levantamento do preço do IRB Brasil Re para definir a compra da parte do Tesouro Nacional no ressegurador.

Com a casa em ordem no que diz respeito a seguridade, o próximo passo é avançar para a internacionalização da operação de seguros, que seguirá os passos dos banco, que acaba de adquirir o Banco Patagonia, na Argentina. A Mapfre, que é a maior seguradora da América Latina, agregará know how para o avanço do BB no mercado internacional.

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

Deixar um comentário