Uncategorized

Jayme Garfinkel, o cabeça dura

jayme-garfinkelRealmente algumas matérias e personalidades valem a pena na vida. Fazem a total diferença. Jayme Garfinkel (foto), presidente da Porto Seguro, é uma delas. Ele faz a diferença para toda a indústria de seguros, servindo de exemplo. Pouco fala de negócios e por isso aparece menos do que deveria na mídia.

Hoje, a Vanessa Adachi, jornalista do Valor Econômico, publicou uma matéria muito interessante. De tirar o chapeú. Soube usar com muita elegância todas aquelas conversas que ficaram na memória, pois o momento do encontro das entrevistas era negócios e Jayme mais falava da vida.

Assim como Jayme, eu também sei o que não quero. Ir a um funeral por exemplo. Entre as coisas que quero continuar fazendo na vida é divulgar o setor de seguros para que ele cresça e proteja o mundo dos riscos inerentes da sociedade moderna.

Por isso ai vai a matéria da Vanessa. Acrescentaria apenas mais um detalhe: a Porto fez um concurso para escolher o nome da hoje seguradora Azul. No final, quem escolheu foi o determinado Jayme, que realmente pode ser chamado de cabeça dura. Minha filhota está ao meu lado dizendo que este título vai me trazer inimigos. Uma grande oportunidade de ensiná-la que, às vezes, ser cabeça dura traz alegrias na vida. Na nossa e na dos outros.

Apesar de ser um texto grande, principalmente para um blog, se cortasse uma linha sequer os leitores iriam perceber e se chatear. Por isso, vai na íntegra. Boa leitura.

Um homem que sabe o que não quer
Vanessa Adachi, de São Paulo

http://funenseg.empauta.com/funenseg/index.php?action=999&data=20091104&cod_noticia=953754165

Sobre a Autora

Denise Bueno

Denise Bueno

Denise Bueno sempre atuou na área de jornalismo econômico. Desde agosto de 2008 atua como jornalista freelancer, escrevendo matérias sobre finanças para cadernos especiais produzidos pelo jornal Valor Econômico, bem como para revistas como Época, Veja, Você S/A, Valor Financeiro, Fiesp, ACSP, Revista de Seguros (CNSeg) entre outras publicações. É colunista da revista Apólice, especializada em seguros, e também do SindSeg-SP. Escreveu artigos diariamente sobre seguros, resseguros, previdência e capitalizacao entre 1992 até agosto de 2008 para o jornal econômico Gazeta Mercantil.

1 comentário

  • Gostaria que essa messagem chegasse à quem de dierito, meu nome
    éAndré trabalhei cerca de 3 anos prestando serviços p/vcs eu era
    l-115qra-55883 base trovão, um dia fui porcurar ajuda de vcs,naquele dia eu
    nemtinha o dinheiro p/ vir embora muito menos o que colocar na mesa p/
    mesufilhos;eu queria conversar c/ o Athur mas não me recebeu, aliás ninguem
    merecebeu,deixei a sede como entrei sem ningeum me notar,eu areditava se
    eutivesse conversado com alguem,iriam me ajudar,tive que sair da trovão
    poistinha muitas dores em meu joelho mas nunca reclamei,pois meus
    filhosteinham que comer sai da Porto com 3 reclamaçoes (questionáveis)
    esupriendam-se 53 elogíos sai na revista circular de um carro em chamas
    comduas pessoas dentro, não fiz nada mais do que minha obrigação,mas me
    sentinaquele momento um lixo, tenho muita vontade de um dia quem sabe de
    voltarme sentia muito bem ajudar os outros por isso gostaria que esse
    emai-lchegasse à quem possa me dar um ajuda
    Pois é dessa meneira que pai de família tem passar para que outras pessoas se sinta cada vez mais ricas confortáveis . gostaria que essa messagem chegasse ao sr.Jayme Garfinkel .

    sem mais atenciosamente

Deixar um comentário